terça-feira, 25 de agosto de 2009

Auto-Conhecimento


Sabe que eu precisava de um remédio de memória? Outro dia eu fiz um blog, diga-se de passagem, um blog pessoal, para poder desabafar comigo, sim estou tentando melhor minha relação pessoal com a minha pessoa e eu simplesmente esqueci o servidor.
Achei uma desfeita, fiquei realmente brava sabe? Fui muito negligente com quem mais me quer bem, me senti renegada e triste.
Agora que desabafei vamos ao ponto.
--------->. [ta parei]
Eu falei em alguma postagem anterior que as pessoas estão ficando cada dia mais frias, mais individuais e materialistas. Não vim negar o que eu disse muito menos apontar pontos de vista diferentes, o que seria negar certo? O fato é que alem de frios com os outros estamos frios com nos mesmos, não sabemos nem o que se passa direito na nossa cabeça, daí vamos para as inúmeras terapias e procuramos freneticamente a resposta em algum livro de lavar dinheiro [popularmente conhecidos como “guias” de auto-ajuda]. Sabia que isso não da certo? [ a terapia até vai...] a única forma de nos conhecermos é passar mais tempo conosco, não caro leitor você não precisa virar um eremita e ir morar no meio do mato nem praticar yoga. Diz-me quanto tempo você fica sozinho? Provavelmente vai comentar que passa tardes e noites sem ninguém, agora me responda: o que você fica fazendo? Se eu bem te conheço vai dizer “Ué meu eu fico no msn” ou “Trabalhando minha cara” e se você for meu tipo de pessoa “Adoro me deitar na relva para ler um bom livro.” Chegamos ao ponto, você não fica parado pensando sobre a vida, ta certo faz isso antes de dormir... grande coisa oh alma medíocre! Sinceramente tente te conhecer “O auto conhecimento traz resultados duradouros”, por exemplo, do que você realmente gosta e o que você realmente odeia? Quais atos você toma para agradar o seu circulo social? São a principio perguntas simples, mas na hora de responder com sinceridade se tornam impossíveis.
Minha dica é a seguinte: Anote em um papel coisas básicas a respeito de você, como seu nome, telefone e comidas prediletas, perca mais ou menos uma meia hora dos seus dia neste ato, à medida que o tempo passa responda questões mais serias, até ter uma espécie de diário maluco. Use-o sempre que precisar tomar uma decisão e assim poderá ouvir mais claramente a voz do seu coração.
Ah depois me conta como foi!

4 comentários:

Fiini disse...

Assim... Eu costumo fazer isso.. Não todo dia, é claro mas eu gosto de deitar na rede e pensar na vida.. :D Aah tu escreve muito bem Cáh! Gostei mesmo. :]

:** Te amo.

maah ribeiro disse...

hahaha, adorei! :)
Realmente, estamos tão preocupados em agradar os outros que nos esquecemos de nos agradar. Se não gostamos do nosso interior, isso também passará pro exterior!
Ótima dica cáah, eu vou até tentar ;)
beijos

Dú Esperanco disse...

caraaaaaaaaaaca
eu escrevi um comentário de umas 10linhas, e deu erro!!
to indignado...
mas como vc nao tem nada a ver com isso...uahuaha
mais uma vez, bela postagem.bem escrito, conciso e coerente, além de muito subjetivo, marca registrada sua.
não acredito que ir a psicólogos ou terapeutas ajuda alguma coisa, e se ajudar você condiciona sua calma e prazer a idas a consultórios!!
não existe terapia melhor do que escrever o que se sente, e depois ler os comentários tecidos sobre esse desabafo, seu ego agradece!
escutar Coldplay também é uma ótima terapia...
desculpa a demora, mas antes à tarde do que nunca!!!
beijo tolinhaaa

shackalsulmatogrossense disse...

Realmente tod ser humano, precisava se auto-conhecer primeiro antes de inventar de querer conhecer outras pessoas. Belo blog, espero que continue escrevendo, pq vc escreve muito. Bjos